segunda-feira, 30 de abril de 2012

Quebrando o Tabú!

Há tempos, venho tentando quebrar um tabú de dentro de mim. Quando descobri que o Gu era "diferente" das outras crianças, eu sempre me perguntava: " O que vai ser no futuro?!", um belo dia eu comecei a pesquisar a fundo o que o meu filho tinha, e muitas vezes ouvia e via coisas que meu coração não aceitava. Eu ficava me perguntado, "até quando?!". Queria acordar no outro dia e ver que era tudo um sonho, mas não foi assim que aconteceu. Sempre de ótimo humor, e achando tudo realmente estranho eu entrei em um mundo, e teria que me adaptar nele, entrei num mundo de gente do bem, de pessoas que se abraçam mesmo que virtualmente como uma familia, pessoas unidas com o mesmo objetivo. E não é que eu estava me adaptando rápido, estava levando tudo de boa, e tinha pessoas que nem acreditavam na minha força, ahhhh, como eu era tola, tola sim de achar que era mais forte, que nunca ia intrigar com nada. Lia relatos e confesso que em alguns eu falava "que bobeira, não precisa disso tudo.". Fui tão bobinha, a ponto de criticar sentimentos dos outros, achar que eu era a dona da razão. Todos os dias eu aprendia mais, me achava "O Cara!" (só se for pálida! rsrsrs). Fui crescendo e aí sim amadureci, e hoje pela primeira vez confesso que meu luto não passou, o tempo vai passando e eu vou ficando cascuda, virei até exemplo para alguns (fico honrada!). Mas o que vcs não sabiam é que eu nunca tinha quebrado este tabú, era só casca, pq dentro estava um pó! Como toda mãe me sinto impotente, sinto que eu poderia ter feito alguma coisa contra isso, mas o que?! Hoje tenho a maturidade de afirmar que ainda tenho muito o que aprender. Nessa semana, eu quebrei mais um tabú na minha vida, encomendei a Cadeira de Rodas do meu Filho, há muito tempo falava que nunca ia fazer isso, tanto é que comprei um andador carérrimo, que ele quase não anda ( pq faz pirraça! e não quer!), e na minha cabeça ia ser a melhor coisa, me enganei. E por isso não vou mais fazer essas coisas por impulso, e sim ter pés no chão! mas não pensem que é fácil, isso demora!

Daqui a 60 dias a cadeira fica pronta, e vou poder ver meu filho mais "independente". Estou otimista, em meio a este mundo tão cruel de hoje, cheio de preconceitos, da falta da acessibilidade e ainda da falta de humanidade. 


Fica aqui o meu Quebrando o Tabú! 




" Os seus defeitos, são o que tem de mais rico neste mundo..." 
                                                                  

9 comentários:

Cris disse...

Lindo o texto. dizem que filhos especiais sao para maes especiais, sempre. Bjos!!

Anônimo disse...

Fiquei muito emocionada com seu texto. Você fala com o coração. Beijos e mais beijos!!

Zezinha disse...

Você é doce, sua vida é extraordinária. Guerreira e forte!

Fernanda disse...

Graziiiiiiiiii, Amei o texto! quem te conhece sabe como você é totalmente para seus filhos!!!!!!!!!!!!!

Gabi Zocatelli disse...

Amiga, vc é minha admiração!

aline disse...

oi grazi vc não sabe o quanto fiquei feliz quando vc voltou embora moramos no rj mas não nos conhecemos eu sinto que não estou sozinha quando leio o blog , pois tb tenho gêmos 5 anos pre maaturo e um teve hemorragia fez pc e hidro, mas graças a Deus ele esta super bem para o que aconteceu com ele . Quanto ao texto estou chorando pois conheci o blog no ggogle proucurando um andador e la apareceu vc tentando comprar o tal andador famoso ,comprei um aqui do brasil mesmo mais barato que faz o mesmo efeito,o rapha acabou de operar os tendões e ainda nem usou direito, sabe porque estou chorando , porque meu filho fez 5 ans e ainda não consequi ¨quebrar o tabú ¨ e muito dificil ,há um ano e meio achei um carrinho maclaren que e para crianças maiores ate 25kg ou 5 anos R$800,00
comprei , mas o rapha e muito grande para 5 anos ele e maior que o irmão ,e esta ficando dificil quando vou ao shopping alugo aqueles carrinhos , mas em alguns modelos ele não entra mas, que bom que vc teve coragem e amor postar isso nos da forças para enfrentar todos os tabus . muito obrigado
bjs !!!! Amo vcs !!!

Gêmeos Diferentes!! disse...

Aline, minha flor! Eu estou quebrando o Tbú ainda, hoje é primeira vez que vamos apresentar o Gu a essa nova vida. Eu só estou fazendo isso por ele, converse com suas terapeutas. Vc tem Face? me Add lá, vou te colocar num grupo de PC, que é muito bom! meu Face é Grazzi Bitencourt.
Beijos e te espero lá!!

Cléo disse...

Oi Grazzi minha primeira vez aqui no seu blog, e me deparo com este lindo post, feito com o coração, tudo na vida tem um tempo, por motivos inexplicados muitas vezes, não conseguimos agir "correto", mas as coisas acontecem assim naturalmente e sutilmente passamos a olhar tudo de uma forma diferente e ver uma luz, creio e tenho certeza que você é mais especial a ele, por toda dedicação e carinho. Muito lindo, parabéns pela família. Te seguindo. Beijos
Cléo
http://eueosgemeos.blogspot.com.br/

Paloma disse...

Nossa, como é lindo poder ler em uma manhã tão bela um texto desses, em meio a um mundo cruel existem sim pessoas com a capacidade de amar.
É difícil lutar contra nossos pré-conceitos, não é desistir, é tentar uma forma melhor de fazer alguém feliz, não fará apenas seu filho feliz, mas fez a todos que estão lendo este texto. Obrigada por me fazer crescer com sua experiencia. :)